Óleo de Semente de Algodão

A semente de algodão, depois de passar por um processo de preparação ela é rica em óleo, contendo em média 60% de caroço e 40% de fibras. A sua amêndoa liberada com a quebra das cascas contam com equivalentes a 0 % a 40 % de proteínas e de 35% a 40% de lipídios. Algo bastante nutritivo.

Óleo de Semente de Algodão

Óleo de Semente de Algodão

A semente ou mesmo o caroço é um subproduto do descaroçamento visando a separação das fibras do algodão. Tendo assim como principais matérias primas para a indústria de óleo comestível. Oferecendo assim uma série de produtos, como resíduos da extração do óleo, torta e farelo, que são ricas fontes de proteína de boa qualidade e são bastante utilizados para preparar rações.

A semente conta com um alto valor protéico, e se constitui de uma fonte de proteína para a alimentação humana, com a eliminação odo chamado gossiipol, um composto tóxico que ao se combinar com a lisina disponível, faz a indução de redução nutricional de diversos conteúdos como a farinha. Este composto tem como objetivo reduzir sinais clínios graves monogástricos, como edemas pulmonares, hemorragias hepáticas, se tornando um composto indesejável para a alimentação humana.

Como É Extraído o Óleo ?

Depois de ser realizada a remoção da pluma, o caroço do algodão é aberto, liberando assim o grão, este que é esmagado para que aconteça a extração do óleo, um processo que é realizado através de prensagem hidráulica ou mesmo utilizando extratores químicos.

Este óleo é obtido através das sementes de algodão, tendo uma coloração bastante escura que é provocada através de pigmentos que acompanham o gossipol no interior das glândulas, e ainda são distribuídas através dos cotilédones e hipocótilo. A presença destes compostos deverão levar a necessidade de se proceder com o refinamento do óleo para que aconteça a eliminação através do calor, uma vez que são envolvidos os mesmos termolábeis e durante este refino costumam ser destruídos.

Este se trata do óleo vegetal mais antigo que é produzido de forma industrial, sendo utilizado em larga escala no Brasil e em função de sua composição, se destaca na produção das gorduras compostas.

Imagem de Amostra do You Tube

Óleo Refinado

Durante os processos de refinamento dos óleos comestíveis, a clarificação é a etapa que deverá ser de maior importância para a determinação das qualidades e ainda estabilidades do produto final. Este óleo bruto é submetido a algumas etapas para clarificação. Sendo assim seus pigmentos são removidos no estágio de neutralização, por adição do hidróxidfo de sódio e ainda branqueamento por adsorção em sólidos, utilizados em argilas ativadas.

Depois deste refino, é possível se ter um óleo comestível, utilizado principalmente em temperos e frituras de ótima qualidade nutricional e devido a presença de ácidos graxos, o mais conhecido e mais importante chamado de ácido linoleico, que no organismo é transformado em ácido araquidônico, é essencial para o organismo humano. O óleo de algodão ainda é rico em vitamina E ou mesmo alfa tocoferol, que é um antioxidante natural, o que deverá lhe conferir uma maior vida de prateleira, apresentando um grande estado de conservação com pouca possibilidade de rancificação ou mesmo sofrendo menos alteração do que os óleos de soja, uma colher de óleo de algodão para se ter uma idéia, de 11 gramas, poderá satisfazer nove vezes as necessidades diárias do nosso organismo.

Óleo de algodão, Rico em Vitamina E e Ômega 3, o óleo de algodão pode ser usado em saladas.

Origem do Óleo de Algodão

A utilização do caroço de algodão na produção do óleo para alimentos somente foi possível depois de se ter desenvolvido um processo industrial que pudesse permitir retirar o forte odor que este produto teria de um processo conhecido como desodorização.

Saiba Mais

Saiba Mais

Como características podemos citar que o óleo do caroço de algodão conta com um leve sabor de castanhas. E por ser refinado possui uma aparência límpida e com coloração que varia bastante entre a cor dourada claro e ainda o amarelo avermelhado. Ele é rico em vitaminas D e conta com muitos tocoferol, um antioxidante natural. Com isto uma colher de sopa de óleo de algodão poderá satisfazer certamente mais de nove vezes a necessidade diária do organismo em vitamina E apesar disto vários nutricionistas recomendam uma cautela no seu uso, pois se trata de um óleo que tem muitas gorduras saturadas que não são saudáveis.

Como Se Dá a Utilização do Óleo

Este óleo é muito utilizado como óleo para saladas, utilizado em marinados e maioneses, além de frituras, tanto em cozinhas comerciais como nas caseiras, assim como na fabricação de margarinas. Seu principal componente conta com uma mistura de ácidos graxos saturados e insaturados, seu principal componente é o ácido linoleico. E a deficiência dos ácidos graxos considerados essenciais para os seres humanos podem provocar alterações na pele, bem como descamações e ainda ressecamentos excessivos.

O óleo de algodão conta com uma série de aplicações como por exemplo nos ramos Alimentício, Cosmético, Farmacêutico, Domissanitário, Iluminação, Lubrificação, Margarinas, Biscoitos, Chocolates, Sabões e Graxas.

O óleo ainda é riquíssimo em Vitamina E, e essencial para o combate de radicais livres e no envelhecimento das células contribuindo para uma defesa do organismo. O grande diferencial do óleo de algodão é o que chamamos de ponto de fusão. Ele não queima como os demais óleos em um tempo rápido, que é o que faz mal nas dietas, ele aguenta mais as altas temperaturas sem que exista a perda de qualidade no óleo.

Imagem de Amostra do You Tube

Ele também é uma fonte bastante interessante de Ômega 3 e 6 conta com uma combinação de ácidos graxos saturados e insaturados que normalmente ajudam na saúde da pele. Conforme especialista, a ausência de ácidos graxos nas pessoas poderá deixar a pele com uma série de problemas além de poder ocasionar distúrbios alimentares.

Para a cozinha o óleo de algodão pode ser utilizado para várias finalidades, porém vale lembrar que nunca devemos aproveitar os óleos nas frituras, pois quando eles são aquecidos novamente eles queimam, podendo se tornar além de maléficos para a saúde cancerígenos, gerando diversos problemas.

Outros Artigos

O Que São Desertos Verdes?

O Que São Desertos Verdes?(0)

Parece um tanto controversa a expressão deserto verde, entretanto, esse conceito é utilizado por ambientalistas para designar áreas que são ocupadas por grandes extensões cultivadas de árvores com o objetivo de produzir celulose. O termo deserto é empregado para ressaltar os danos que a monocultura causa ao meio ambiente. Dentre as árvores mais utilizadas para

Reciclagem de Pilhas e Baterias

Reciclagem de Pilhas e Baterias(0)

A reciclagem de pilhas e baterias de celular é um processo bastante oneroso. Contudo, apesar de ser caro é extremamente necessário para o meio ambiente, pois baterias e pilhas possuem elementos químicos pesados como cádmio, chumbo, níquel, mercúrio e zinco que são responsáveis por intoxicar os rios, o solo, os animais e os vegetais, ou

Chuvas de Granizo – Como Se Formam

Chuvas de Granizo – Como Se Formam(0)

O Que é Granizo? O granizo pode ser chamado também de saraiva e consiste num tipo de precipitação em que caem pedaços de gelo ao invés de gotículas de água. Em geral esse processo é conhecido como chuvas de granizo ou chuvas de pedras. As famosas pedras dessa chuva são na verdade compostas de água

Países Mais Gelados do Mundo

Países Mais Gelados do Mundo(0)

Se você não gosta de inverno não pode nem sonhar em viajar para os países que vamos citar abaixo. Listamos os países mais gelados do mundo e nos quais o inverno é bem rigoroso mesmo. Prepare-se para não reclamar mais só porque o sol não deu as caras durante o inverno brasileiro, pois poderia ser

Como Se Forma um Furacão?

Como Se Forma um Furacão?(0)

Um dos fenômenos mais assustadores que o clima nos proporciona é com certeza o furacão, se você está entre as pessoas que se perguntam como é possível a natureza se manifestar de maneira tão avassaladora vai gostar do texto explicativo a respeito de como se formam os furacões. Acabe com a sua curiosidade e descubra

leia mais

0 comentários

Enviar Comentário

Nome:
E-mail:
Site:
Comentário:

Links Patrocinados

Arquivo

Siga-nos!

Categorias mais Procuradas

© 2010-2019 Mega Artigos Todos os direitos reservados. Política de Privacidade