O Que é Um Gêiser?

Um dos mais belos espetáculos da natureza, um Gêiser, é algo que pode ser difícil de ver. Se você se interessa por saber mais sobre fenômenos da natureza confira a seguir uma explicação detalhada a respeito do que é Gêiser. Acabe com a sua curiosidade e descubra como essa fonte incrível de água se forma.

Imagem de Amostra do You Tube

Gêiser – O Que é?

A palavra Gêiser tem origem islandesa e significa “fonte jorrante”. Alguns registros históricos creditam o uso da palavra pela primeira vez, em seu sentido atual, no ano de 1294. Essa palavra teria sido usada com o objetivo de nominar um buraco estranho do qual saiam (quase que cuspidas) jatos fortíssimos de água quente e vapor.

A água e o vapor saíam de dentro da terra, isso acontece na Islândia daí a origem da palavra. Depois disso o termo se tornou universal e passou a ter o mesmo significado em todos os lugares em que os gêiseres aparecem.

Os Gêiseres e os Vulcões

Uma curiosidade a respeito dos gêiseres é que eles somente aparecem em áreas de erupção vulcânica recente. Esse é um fato que explica porque no Brasil não existem gêiseres uma vez que os últimos vulcões do Brasil foram extintos no período mesozóico (entre 245 e 66 milhões de anos atrás).

Água e Magma

As regiões vulcânicas possuem o primeiro ingrediente que é necessário para que o fenômeno ocorra, as camadas de magma incandescente. Essas camadas ficam situadas a alguns quilômetros da superfície e assim se tornam um tipo de chama (semelhante a chama do fogão) que aquece a água proveniente da chuva ou mesmo da neve que derrete e que penetra no subsolo.

As rochas impermeáveis se transformam em verdadeiros reservatórios em que o líquido chega a temperaturas que ultrapassam os 200°C. Conforme a pressão é maior o volume também aumenta o que acaba empurrando a fonte de água para cima e cria o efeito do gêiser.

Estâncias Termais

O processo de formação dos gêiseres é o mesmo que se dá nas estâncias termais, porém, com uma importante diferença, nos primeiros as rachaduras pelas quais a água chega à superfície são mais estreitas o que faz com que a pressão mais forte expulse a mistura de vapor e água de uma única vez num único jato, mais ou menos como se fosse uma erupção de água.

Depois de algumas horas em que o jato sai do gêiser o reservatório se enche novamente e novos shows de jatos d’água podem acontecer. O mais curioso é que em alguns casos esse esvaziamento e posterior enchimento dos reservatórios acontecem com grande pontualidade. Um bom exemplo disso é o Old Faithful, no Parque Yellowstone, Estados Unidos que consegue lançar jatos de até 50 metros em períodos de tempo de 80 em 80 minutos.

Áreas de Gêiseres

As erupções dos gêiseres podem acarretar em pequenos terremotos o que faz com que as rochas dessas áreas precisem ser ricas em sílica (um mineral que é resistente aos estragos causados no terreno). Existem alguns poucos lugares no planeta que tem as características necessárias para ter gêiseres sem problemas.

No mundo todo existem menos de 1000 gêiseres e a maior parte deles se concentra nos Estados Unidos, Chile e Rússia. Os gêiseres são bem raros e também apresentam grande fragilidade e dessa forma alguns fenômenos geológicos simples como alguns tremores de baixa intensidade podem acabar com a atividade dos jatos d’água.

Waimangu

A Nova Zelândia perdeu a sua lendária fonte quente de Waimangu. Esse gêiser nasceu em decorrência a uma erupção vulcânica no ano de 1888 e chegou a contar com jatos d’água de 480 metros de altura. Isso é mais alto do as Torres Petronas com os seus 452 metros, na Malásia, que estão entre os prédios mais altos do mundo. No ano de 1904 houve um deslizamento de terra que acabou com a atividade do gêiser já que alterou o fluxo da água subterrânea o que pôs fim ao espetáculo.

Passo a Passo de Como Funciona Um Gêiser

O Magma

Tudo começa quando a água das chuvas ou mesmo da neve derretida cai sobre o chão e acaba se infiltrando na terra de maneira a se depositar em fraturas nas rochas. O magma que está presente em algumas regiões vulcânicas (de atividade recente) começa a esquentar a água dos depósitos subterrâneos até que ela chega a 200°C.

Vapor

Quando a água dos reservatórios fica superaquecida começa a se transformar em vapor. No seu estado gasoso a água passa a ocupar um volume de até 1500 vezes mais do que antes e assim começa a ter a tendência de se expandir para fora dos reservatórios subterrâneos.

Fendas Estreitas + Pressão

Como as fendas dessas rochas são estreitas criam um fenômeno quase que de panela de pressão. Essa mistura de vapor e líquido acaba passando pela abertura quando essa está superpressurizada e assim muito quente. A partir daí se torna pronta para colocar para fora a coluna d’água.

Erupção

A chamada erupção do gêiser se dá quando a água sai toda de uma vez dos reservatórios na forma de jatos. Uma explosão de líquido e vapor pode ter jorros que chegam a mais de 100 metros de altura. Esse belo fenômeno da natureza pode durar alguns minutos, após isso o sistema subterrâneo volta a ficar cheio e faz outro jorro.

Água Quentinha

A água proveniente dos jorros dos gêiseres é quente pelo fato de que conta com o calor do magma vulcânico o que faz com que as moléculas fiquem intensamente agitadas e acabem colidindo entre si ganhando assim mais volume o que faz com que se transformem em vapor.

Raridade

Como explicitamos acima existem menos de 1000 gêiseres em todo o planeta. O parque norte-americano de Yellowstone é um dos lugares do mundo que mais tem gêiseres já que conta com 400 exemplares desse fenômeno. Na península de Kamchatka, na Rússia é possível encontrar quase 200 gêiseres. Já no vale de El Tatio, no Chile tem 50 gêiseres. Regiões como a ilha Norte da Nova Zelândia, ilha Umnak (Alasca) e região de Hveavellir, na Islândia contam com cerca de 15 gêiseres cada uma.

Outros Artigos

Como a Água Fica Quente nas Estâncias Termais?

Como a Água Fica Quente nas Estâncias Termais?(0)

Uma das melhores opções de viagem de férias nos meses de inverno são as estâncias termais. Além de passar momentos muito agradáveis junto com a família é possível aproveitar água quentinha. Impossível não relaxar e ficar apenas observando a vida passar, não é mesmo? Mas, você já se perguntou como a água fica quente nessas

Biodiversidade

Biodiversidade(0)

Podemos entender esse conceito como sendo a diversidade que a natureza viva tem. Esta palavra teve sua difusão a partir de 1986 e então passou a ser um termo bastante aceito na comunidade acadêmica. A difusão da palavra biodiversidade também pode ser associada com a maior preocupação com o tema que começou nesta época. Para

leia mais

0 comentários

Enviar Comentário

Nome:
E-mail:
Site:
Comentário:

Links Patrocinados

Arquivo

Siga-nos!

Categorias mais Procuradas

© 2010-2019 Mega Artigos Todos os direitos reservados. Política de Privacidade