Epidemia de Ebola

O vírus ebola entrou para o noticiário do mundo todo quando um grande surto foi desencadeado na África Ocidental. Esse vírus é conhecido desde o ano de 1976 e esse surto foi o pior desde esse ano. Para se ter uma ideia a Organização Mundial da Saúde (OMS) classifica esse surto como sendo a maior epidemia de febre hemorrágica em quantidade de pessoas afetadas e com maior número de mortes de todos os tempos.

Somente na África Ocidental a doença vitimou 2.811 pessoas, foram no total 5.864 casos. Os números impressionantes foram o bastante para que a OMS decretasse uma epidemia de emergência pública sanitária de nível internacional. Saiba mais sobre como se deu o surto de ebola que assustou o mundo.

O Início da Epidemia

O começo do surto que deu origem a epidemia aconteceu na República de Guiné no mês de março de 2014. Não demorou muito para que o surto se espalhasse para os países vizinhos que são Libéria, Serra Leoa e Nigéria. Apareceu ainda um segundo foco isolado da doença na República Democrática do Congo. Aliás, no Congo foi identificada uma cepa diferente do vírus do ebola.

Imagem de Amostra do You Tube

De acordo com dados da OMS a Libéria é o país que tem mais casos de mortes com num total de 1.459 sendo seguido da Guiné com 601 casos e em terceiro vem a Nigéria com 8 casos.

O Que Foi Feito?

Para tentar resolver a questão a OMS enviou para a região afetada centenas de especialistas. Contudo, esses especialistas se viram as voltas com a falta de estrutura dessa região africana.

A doença se manifestou em áreas remotas do continente de maneira que não haviam recursos e ainda havia a desconfiança das pessoas. Houve casos até mesmo de ataque aos médicos por moradores dos vilarejos.

Médicos e Vítimas

Outra grande dificuldade que apareceu no caminho dos médicos e cientistas que aceitaram trabalhar no combate a epidemia de ebola foi o fato de que muitos acabaram sendo infectados pelo vírus já que não tinham como se proteger de forma adequada. Um exemplo dessa situação é o caso do médico Sheik Umar Khan que faleceu no dia 29 de julho de ebola, ele era responsável pelo combate a doença em Serra Leoa.

Também houve o caso de uma missionária e um médico, ambos norte-americanos, que foram infectados pelo ebola. Os dois foram levados para se tratar nos Estados Unidos e foi utilizado neles uma droga que ainda era experimental. Uma boa notícia foi a de que os dois foram curados com a ajuda dessa droga.

Epidemia Fora de Controle

A OMS passou a temer que houvesse uma propagação sem fim da doença pelo mundo quando percebeu que mais da metade das pessoas que haviam sido infectadas haviam falecido. No dia 1° de agosto de 2014 houve uma declaração da diretora-geral da organização, Margaret Chan, dizendo que o surto havia saído de controle e que ele não poderia mais ser parado.

Mesmo com essa declaração a OMS não fez a orientação de que as fronteiras dos países afetados fossem fechadas. Contudo, mesmo sem a recomendação a Emirates decidiu que seria melhor suspender os seus voos para a Guiné e outra companhia aérea, a British Airways, deixou de fazer voos para Serra Leoa e Libéria.

Baixo Risco

A OMS fez questão de deixar claro que existe um risco bastante pequeno de contágio no caso de quem um paciente infectado pegue um voo. Isso porque a forma como o vírus é transmitido somente nos casos em que a pessoa está sofrendo com sintomas bastante graves como febre alta, vômito, sangramento e diarreia. Uma pessoa nessas condições dificilmente conseguiria entrar num voo.

Mesmo assim o aumento de casos da doença fez com que os países afetados acabassem fechando as suas fronteiras por terra como a Libéria, por exemplo. Os países africanos também decretaram emergência pública, Serra Leoa foi um dos países que usou esse recurso. A OMS, contudo, não deixou de cogitar a possibilidade de rever as suas próprias recomendações a respeito de viagens de avião durante o período de epidemia.

Combate ao Ebola

Infelizmente em grande parte dos casos de pessoas que contraem o vírus do ebola em cerca de dez dias acontece o óbito. Nos demais casos o organismo do indivíduo começa a agir em busca de combater o invasor. Seria mais ou menos como o vírus da gripe, não existe ainda um remédio que dê fim a doença. O que o nosso corpo pode fazer é causar febre para tentar matar o vírus e depois de algum tempo sentimos uma melhora sensível.

Obviamente devemos guardar as devidas proporções de que o vírus do ebola é muito mais forte do que o vírus da gripe. Para fazer o combate a doença é importante isolar os pacientes e garantir que a pessoa se alimente bem além de ingerir muito líquido. Quando essas pessoas saem do isolamento passam por um banho com cloro e recebem roupas novas que não estão contaminadas como as suas roupas antigas.

Entendendo o Ebola

É importante destacar que o ebola é uma doença do tipo febre hemorrágica grave que tem como causa um vírus. Não existe cura ou vacina para o vírus do ebola e a transmissão ocorre quando se entra em contato com secreções ou fluidos de pessoas ou animais infectados como suor, urina e sangue.

A morte é causada pela falência múltipla dos órgãos, num dado momento os rins e o fígado, deixam de desempenhar as suas funções. O sangue então começa a correr pelo organismo bem mais lentamente. Os principais sintomas da doença são vômitos, febre alta, diarreia e danos ao sistema nervoso central. O que mais assusta em relação ao ebola é que a doença causa a morte em 90% dos casos de infecção.

O período de incubação do vírus é de duas a três semanas. A epidemia de ebola deixou o mundo de sobreaviso a respeito de como um vírus pode ser tão ou mais perigoso do que as armas que são desenvolvidas todos os anos.

Outros Artigos

O Que é Vitiligo?

O Que é Vitiligo?(0)

A doença conhecida como Vitiligo não é contagiosa e acontece devido a uma perda de pigmentação natural da pele. As manchas aparecem na pele devido a redução do número ou ação dos melanócitos. Essas são células que estão localizadas na epiderme e tem como função produzir o pigmento da pele que se chama melanina. A

A Gripe Espanhola

A Gripe Espanhola(0)

Uma pandemia excepcionalmente grave, com taxas de mortalidade maiores do que com qualquer outra pandemia de gripe até o momento. Estima-se que 500 milhões de pessoas foram infectadas durante a pandemia da gripe espanhola. Felizmente, essa gripe não é suscetível de voltar a emergir no mundo. Em vez disso, especialistas acreditam que uma pandemia provavelmente

Doenças Psicológicas

Doenças Psicológicas(0)

Quando alguém fala em doença logo pensamos em manifestações físicas, ou seja, sintomas da enfermidade que estejam à vista de nossos olhos. Porém, nem sempre é assim que as doenças se manifestam. As Doenças Psicológicas podem ser mais difíceis de serem percebidas e diagnosticadas, pois não apresentam, em muitos casos, sintomas físicos.Porém, igualmente sérias as

Bócio

Bócio(0)

O Bócio é na realidade um conjunto de doenças da glândula tireoide que tem como principal característica um aumento bastante perceptível dessa glândula. Para quem não sabe a tireoide se localiza na parte anterior e inferior do pescoço e por isso é nessa região que se percebe o grande aumento.Quem tem esses problemas com Bócio

Combatendo a Depressão

Combatendo a Depressão(0)

A Depressão é uma doença, que mesmo que muitas pessoas não acreditem nesse fato, necessita de um tratamento adequado. Porém, se automedicar não ajuda em nada, por isso é necessário procurar a ajuda médica para ter a certeza de que se está fazendo um tratamento eficiente. Porém, além dos consultórios médicos é possível combater a

leia mais

0 comentários

Enviar Comentário

Nome:
E-mail:
Site:
Comentário:

Links Patrocinados

Arquivo

Siga-nos!

Categorias mais Procuradas

© 2010-2017 Mega Artigos Todos os direitos reservados. Política de Privacidade