Principais Tipos de Anestesia

O Que é Anestesia?

A palavra anestesia tem sua origem no grego antigo αν-, an-, “ausência” e αἲσθησις, aisthēsis, “sensação”. De forma geral podemos definir como sendo um bloqueio da sensibilidade incluindo a sensação de dor que é removida temporariamente. Com a ajuda de anestesias os médicos podem realizar cirurgias e outros procedimentos que seriam bastante incômodos para os pacientes sem elas.

Imagem de Amostra do You Tube

A primeira vez que esse termo foi usado nesse sentido foi em 1846 por Oliver Wendell Holmes. A anestesia também pode se referir a uma ausência de consciência que é reversível. Essa anestesia pode ser total no caso da anestesia geral ou parcial no caso de anestesia axial ou outro bloqueio de nervo. Com a anestesia o paciente perde a sua capacidade de responder a reflexos musculares bem como a estresses.

Como a Dor é Transmitida

O Machucado

Para que se possa entender a forma como diferentes tipos de anestesia agem no corpo é importante entender como a dor é transmitida. A dor é o sinal que o nosso corpo tem de que algo está errado. Quando nos ferimos a dor funciona como o sinal de alerta que começa na ferida e viaja pelos nervos até chegar ao cérebro.

Nervos e Neurônios

Os nervos podem ser comparados a fios que estão dispostos em todo o corpo. Formam os nervos uma sequência de células especiais que são chamadas de neurônios. O neurônio por dentro é eletricamente negativo, mas o ambiente em torno dele é positivo. Dessa forma quando nos machucamos o neurônio que está mais perto abre na sua membrana os chamados canais de sódio.

Íons de Potássio

Isso faz com que seja possível a entrada de íons de sódio que são positivos. Com isso o interior da célula vai deixando de ser negativa. Para que possa voltar ao seu estado normal o neurônio abre canais de potássio para que comece a saída de íons de potássio que são positivos.

Trata-se de uma reação de entra e sai que se transforma numa reação em cadeia e que vai passando de neurônio em neurônio até que alcança o cérebro. Ao chegar ao cérebro essas alterações são entendidas como um sinal de dor.

Os Anestésicos

De forma simples um agente anestésico é uma droga que promove um estado de anestesia. Existem várias drogas que podem ser usadas como anestésicas atualmente. Muitas dessas drogas anestésicas dificilmente são usadas para outras fins, somente algumas podem ter outros usos médicos.

Os anestésicos podem ser divididos em duas categorias que são os anestésicos gerais que são aqueles que promovem uma perda total e reversível da consciência (anestesia geral) e aqueles que são anestésicos locais que atuam de forma a promover a perda local e reversível de sensação.

Tipos de Anestesia

Anestesia Local

Ferimentos Simples

Quando o ferimento em questão não é grave os médicos podem agir interrompendo o mecanismo de transmissão da dor através de uma anestesia local. Por exemplo, imagine que você fez um corte em seu pé, a anestesia será apenas nessa parte do corpo. Em geral os anestésicos locais possuem substâncias como a bupivacaína e a lidocaína.

Essas substância reagem quimicamente com os neurônios da região que está ferida de forma a impedir que comece a abertura dos canais de sódio. Fazendo isso evita-se que comece o processo de transmissão da dor.

Anestesia Geral

Coquetel de Substâncias

Em cirurgias ou outros procedimentos médicos delicados é importante que o paciente permaneça imóvel para não atrapalhar a ação do médico. Para essa situação é utilizada a anestesia geral. Esse tipo de anestesia é composta por uma combinação de substâncias que tem diferentes funções. A anestesia geral é aplicada na veia, pois por meio da corrente sanguínea os anestésicos chegam mais rapidamente ao cérebro.

Íons de Cloro

Uma das substâncias que faz parte dessa mistura da anestesia geral tem como função não deixar que o cérebro interprete o sinal de dor. A substância que tem essa função pode ser uma droga como o remifentanil. Uma substância que vai abrindo os receptores dos neurônios cerebrais de forma que os íons de cloro, que são negativos, possam entrar.

Negativo

A entrada dos íons de cloro faz com que os neurônios do cérebro estejam sempre negativos mesmo depois daquela reação que foi iniciada no local do ferimento. Se as células se mantém equilibradas então o sinal de dor não é transmitido. Como o responsável por entender o sinal de dor é o cérebro se nele esse sinal não é traduzido a pessoa em questão não sente dor.

Inconsciência

Nessa mistura de substâncias que compõem a anestesia geral também é possível encontrar outras que levam a inconsciência bem como outras que relaxam os músculos o que impede que o paciente se mova. Cada droga tem uma ação específica em vários tipos de receptores dos neurônios cerebrais e dessa forma durante a cirurgia cabe ao anestesista ir aplicando as doses.

Anestesia Regional

O Meio-Termo

A anestesia regional seria como um meio-termo entre a anestesia geral e a local. Esse tipo de anestesia é aplicada em regiões estratégicas do corpo, dois exemplos são a raquidiana e a peridural. Basicamente essas anestesias interrompem a transmissão do impulso da dor na medula isso porque é pela medula que passa grande parte dos nervos do corpo. Dessa forma o paciente não sente dores do umbigo para baixo.

Anestesia Peridural

Essa anestesia é aplicada numa camada de gordura que fica fora do canal espinhal e em torno da dura-máter. Pelo fato dessa anestesia ser aplicada num local menos invasivo e arrisco se torna possível inserir um cateter e ir administrando mais anestésico por várias horas. Tudo depende da necessidade da cirurgia, entretanto, essa anestesia relaxa menos do que a Raquidiana.

Anestesia Raquidiana

O local de aplicação da anestesia raquidiana é a dura-máter que é uma membrana que envolve a medula. Usando o tato o médico precisa saber que chegou ao local exato em que deve aplicar a injeção. Devido a sua ação num local-chave de transmissão de sensações é possível ter um grande relaxamento usando pouco anestésico. No caso de cirurgias que são mais delicadas é uma das melhores opções.

Outros Artigos

Como Combater a Dor de Cabeça

Como Combater a Dor de Cabeça(0)

Não importa por qual motivo a dor de cabeça acontece, se ela é causada por problemas nasais, tensão ou mesmo tpm. Podemos certamente concluir que ela é muito chata e incomoda muito na vida de quem tem problemas principalmente de enxaqueca, que é a dor de cabeça mais constante. De acordo com alguns sites internacionais

Primeiros Socorros em Casos de Hemorragia

Primeiros Socorros em Casos de Hemorragia(0)

Quando algum tipo de acidente acontece perto de nós, o primeiro impulso é socorrer a vítima, mas é importante saber como prestar esse socorro. Se algo for feito de maneira incorreta, poderá contribuir para o agravamento do problema da vítima. Uma das situações mais comuns de serem encontradas é a situação de hemorragia. Uma hemorragia

ABC da Saúde

ABC da Saúde(0)

Quando o assunto é saúde, é sempre importante que a gente se mantenha informado e por dentro das novidades da medicina. O portal ABC da Saúde é uma fonte inestimável de informação sobre as mais variadas enfermidades, bem como dicas para se manter mais saudável em seu dia a dia e ainda, sobre os cuidados

Convênios Médicos

Convênios Médicos(0)

O objetivo de ter um convênio médico é ter a real possibilidade de garantir um bom atendimento quando há a necessidade de se fazer um exame ou mesmo passar por uma internação. Os Convênios Médicos estão cada vez mais populares devido ao fato de que a saúde pública está um verdadeiro caos. São diversos tipos de Convênios

Exercícios para Diminuir a Papada

Exercícios para Diminuir a Papada(0)

A papada é um grande problema para muitas pessoas, pois denota um certo sobrepeso, além de trazer dificuldades para a mobilidade da região que fica entre o queixo e o pescoço. Aprenda alguns exercícios que podem ajudar a diminuir a papada. O primeiro deles consiste em deitar de barriga para cima e tentar alcançar o

leia mais

0 comentários

Enviar Comentário

Nome:
E-mail:
Site:
Comentário:

Links Patrocinados

Arquivo

Siga-nos!

Categorias mais Procuradas

© 2010-2017 Mega Artigos Todos os direitos reservados. Política de Privacidade