Turismo Cultural: A Cada Viagem uma Nova Descoberta

Grauman’s Chinese Theatre

Muita gente sonha em conhecer Hollywood e não é à toa. A cidade dos artistas, como é conhecida mundialmente, é a terra do cinema. Até hoje diversos estúdios estão localizados por lá. Se você não sabia, agora sabe que Charlie Chaplin, o grande diretor do cinema mudo, foi um dos primeiros a morar por lá e construir o maior estúdio de gravações de sua época.

Em visita a Hollywood, você não pode deixar de conhecer um dos pontos mais famosos da cidade: o Grauman’s Chinese Theatre. Este cinema é famoso e você já deve ter visto em filmes, já que é localizado em nada menos que na Hollywood Boulevard, a avenida mais famosa da cidade.

Se você não for visitar o Grauman’s Chinese Theatre, vai gostar de saber o que tem bem em frente a ele: a calçada da fama, isso mesmo, onde os grandes artistas do cinema colocaram a sua marca no chão para eternizar a sua passagem pelo hall da fama norte- americano.

Birmingham – Catedral de Saint Philip

Durante muitos anos, a igreja católica iniciou as cruzadas e propagou a fé cristã por muitas partes do mundo. Ergueu enormes igrejas, e depois catedrais consideradas sagradas como símbolos de uma nação inteira. Com todo este poder religioso, o que resta para a lembrança de turistas e  habitantes locais é admirar estas enormes construções.

Mesmo representando poder e riqueza, as catedrais são um exemplo do árduo trabalho humano. A catedral de Saint Philip é uma dessas belezas raras, que fica localizada em Birmingham. Toda trabalhada em estilo barroco, como já era de se esperar, também conhecida como Catedral de Birmingham foi levantada em 1715 e construída inicialmente como uma paróquia.

Considerada um templo da Igreja Anglicana, dominante na Inglaterra, ela ainda é a sede do Bispado local. Popularmente conhecida em nossa língua como Igreja de São Filipe, sua construção foi por um motivo nobre: suprir a demanda populacional da cidade no século XVIII.

Galeria de Arte: Bem-Vindos à York

Quem pensa que a cidade inglesa de York é só ruína e castelos da era medieval está redondamente enganado. Uma das mais belas galerias de arte está em exposição para os turistas e para os próprios ingleses, que possuem muito orgulho de sua cultura.

Mesmo que a arte inglesa englobe mais de 600 anos de história, a pequena coleção municipal já agradou sim, a um grande número de pessoas. Algumas épocas foram retratadas rapidamente, mas mesmo assim é possível reconhecer traços mínimos do passado de York.

A exposição, embora emocionante, é considerada um pouco pesada, pois a maioria das obras retrata uma Inglaterra em sua pior época: a do século 19. Foi nesse período que a cidade sofreu invasões, e muitas guerras foram travadas em seu território. A Galeria de Arte é, principalmente, importante para William Etty. Ele é quem divulga seus trabalhos naturais durante as exposições de York , mesmo que suas grandes exibições artísticas sejam apenas temporárias.

Museu de Yorkshire: Cultivo e História

A Inglaterra é o país que mais prolongou a era medieval, e também o que mais foi atingido por ela. As características medievais que ainda são preservadas, principalmente na cidade de York, não nos deixam mentir. Muitos castelos e ruínas foram transformados em grandes museus, e podem ser visitados por qualquer pessoa interessada.

O Museu de Yorkshire, por exemplo, foi o que sobrou de uma estrada de ferro. Ele foi aberto em 1982 para visitação, e recebeu um acervo de maquinarias de várias fazendas próximas. As regiões norte e leste de York foram as primeiras doadoras do acervo.

Depois, o acervo foi completado por novas máquinas e instrumentos como tratores, e outras ferramentas de agricultura. Um novo projeto vem sendo montado para melhorar a estrutura de Yorkshire. A ideia de construir exposições audiovisuais foi criada para que outras fazendas ao redor, fossem conhecidas e exploradas,  bem como as atividades praticadas, e o tipo de plantio realizado.

Clifford’s Tower – Antiguidades e Relíquias

Espalhadas pelo mundo estão relíquias que estão protegidas e guardadas até hoje. Uma delas fica na cidade de York e faz parte de um dos castelos mais antigos da região. A Torre de Clifford é o que resta do castelo, na verdade, foi a única parte preservada.

A torre foi construída sob uma colina artificial e sintética. Ela foi levantada entre dois rios, que também englobam a cidade e lá permanecem. Com a entrada dos normandos na Grã- Bretanha, a Torre começou a construir sua história logo que se iniciou a Batalha de Hastings. Sua forma circular simboliza uma arquitetura meramente medieval, que caracterizava muito a época em que foi fundada.

Mesmo estando em ruínas nos dias de hoje, a torre possui a vista mais privilegiada da cidade de York, por isso é muito famosa entre os turistas que visitam a cidade e seus castelos medievais.

Teatro Alley

Quando for a Houston, não se esqueça que deve estar em seu roteiro de viagem o Teatro Alley, um dos pontos turísticos mais bacanas e de ótima história para contar. O Teatro Alley era um dos pontos mais antigos em arquitetura, que foi transformado em um teatro para apresentações artísticas e é ótimo para quem quer conhecer um pouco da história da arquitetura da cidade por meio de suas paredes internas, iluminação bem modernizada contrastando com lustres antigos em bronze. É um local para se divertir com toda a família.

No Teatro Alley você vai ver grandes apresentações de musicais, peças famosas e também de amadores com o grupo local que ensaia por lá e também, apresenta suas peças e quem sabe, você possa fazer aulas de teatro por lá se for ficar por umas férias mais prolongadas. O teatro Alley está aberto, geralmente, de quinta a domingo, sempre a noite com ingressos vendidos na bilheteria do local com cartão de crédito ou em dinheiro.

Sitio Arqueológico da Pedra Pintada

Um dos sítios arqueológicos mais famosos do mundo está localizado em Minas Gerais. Pinturas rupestres, datadas de aproximadamente seis mil anos, são evidências da arte e expressão da nossa espécie na antiguidade. Localizado na Serra da Conceição, na cidade de Barão de Cocais, você poderá visitar e conhecer a arte rupestre por meio das imagens, figuras e pedras desenhadas, verdadeiras obras de arte a céu aberto, fora de um museu convencional.

Será um programa ideal para resgatar a história e conhecimentos daquilo tudo que estudamos na escola e não fazíamos colocávamos fé que pudessem existir no Brasil, afinal o que é considerado “berço da humanidade” não fica em solo nacional. As imagens formam lindos painéis, com registros da vida que levavam, de suas crenças, experiências de vida, a sobrevivência caçando animais e realizando seus rituais. História riquíssima em solo nacional. Sim, porque o Brasil não passou a existir após a descoberta dos europeus.

Outros Artigos

Pedra da Gávea: Ponto Turístico do Rio de Janeiro

Pedra da Gávea: Ponto Turístico do Rio de Janeiro(0)

A Pedra da Gávea nada mais é do que um grande monólito de gnaisse onde seu cume fica localizado na Barra da Tijuca, e se estende até os bairros deJoá, do Itanhangá e de São Conrado. Fica localizada na cidade do Rio de Janeiro. Com um topo de granito que fica há mais de 800

O Templo Mais Antigo do Mundo

O Templo Mais Antigo do Mundo(0)

Certamente as civilizações são impulsionadas por forças ecológicas, bem como pela natureza cega ou ela é na realidade um produto da mente humana, que é capaz de criar sentidos e de os simbolizar de forma a reorganizar toda a natureza e ainda nossos instintos para os humanizar a medida em que humanizamos  o nosso mundo.

leia mais

0 comentários

Enviar Comentário

Nome:
E-mail:
Site:
Comentário:

Links Patrocinados

Arquivo

Siga-nos!

Categorias mais Procuradas

© 2010-2019 Mega Artigos Todos os direitos reservados. Política de Privacidade